Quantcast
Channel: Revista Quem Acontece
Viewing all articles
Browse latest Browse all 529356

Raíssa Oliveira: “Meu irmão batia com um pedaço de pau em quem mexesse comigo”

0
0
Raissa Oliveira (Foto: Fábio Cordeiro/Revista QUEM)

Raíssa Oliveira é o tipo de rainha de bateria que pode ser chamada de pé-quente. A morena estreou no posto da Beija-Flor de Nilópolis em 2003. No mesmo ano, a escola de samba da Baixada Fluminense foi campeã. O fato se repetiu em 2004, 2005, 2007, 2008 e 2011. Dos 12 títulos que a agremiação possui, a metade foi comemorada durante o reinado de Raíssa. Indo para seu 11º ano à frente dos ritmistas da azul e branco, ela quer mais. “Sempre entramos para ganhar. Me dedico muito à escola que amo de paixão. Não há palavras para definir o sentimento de estar ali”, diz.

Clique aqui (Foto: Revista QUEM)

Aos 22 anos, Raíssa tem outros recordes. Ela e Viviane Araújo, rainha do Salgueiro, dividem o status de veteranas na realeza do Grupo Especial no Carnaval carioca. Mas a morena de Nilópolis, ganha no quesito permanência por mais tempo na mesma agremiação. “Não imaginava que seria rainha de bateria por tanto tempo. Mas cada ano que passa é como se fosse a primeira vez. Dá friozinho na barriga e vontade de sair correndo. É sinal de que amo o que faço”.

Raissa Oliveira (Foto: Fábio Cordeiro/Revista QUEM)

 

É o bonde que vai, carruagem que vem / Na viagem que traz o amor de alguém

Raíssa estreou no posto aos 12 anos, ainda criança, após vencer um concurso com passistas mirins. Com o passar do tempo, as formas de menina deram lugar a um mulherão. Nesse período, deixou muitos súditos aos seus pés. Conquistados por suas curvas e machucados por seu irmão. “Quando virei rainha, o Diego (1 ano mais novo) bateu em muita gente. Ele andava com um pedaço de pau e, todo homem que mexia comigo, recebia paulada nas pernas. Era uma coisa muito engraçada. Ele ficava louco e saía batendo em todo mundo”, relembra, rindo.

Sou mangalarga marchador / Um vencedor, meu limite é o céu

Raissa Oliveira (Foto: Fábio Cordeiro/Revista QUEM)

E como boa rainha, Raíssa também conquistou um rei. Em 2011, quando foi enredo da Beija-Flor, Roberto Carlos ficou encantado com a morenice da jovem. “Ele só me elogiou”, despista. “Mas ficaria sim com um homem mais velho. O mais importante é o amor. Idade é besteira. Se você gosta da pessoa, o amor fala mais alto”, diz, com um provocante sotaque carioca.

Sou o puro sangue azul e branco, um acalanto / A mais sublime criação

Mas atualmente seu coração está de férias. “Não penso em namoro agora, não é meu foco. Termino a faculdade de jornalismo neste ano e tenho muitos compromissos com o Carnaval”, conta. De qualquer forma, qual seria o homem ideal para Raíssa? “Gosto dos gordinhos. Eles são mais engraçados e topam comer e beber qualquer coisa. Corpo sarado pra mim, não rola”, diz a rainha da terceira escola de samba a entrar na Avenida na segunda-feira (11) de Carnaval, com o enredo “Amigo Fiel - do cavalo do amanhecer ao mangalarga marchador”. 

Raissa Oliveira (Foto: Fábio Cordeiro/Revista QUEM)

 

Raissa Oliveira (Foto: Fábio Cordeiro/Revista QUEM)

 

Raissa Oliveira (Foto: Fábio Cordeiro/Revista QUEM)

 

Raissa Oliveira (Foto: Fábio Cordeiro/Revista QUEM)

 

Produção: Ana Luiza Veiga / Assistente de Produção: Helô Martins / Cabelo e Maquiagem: Maurício Nazário / Agradecimentos: Afghan, Atelier Sonia Isidoro, Enseada Moda Praia, Fiszpan e Leila Rodrigues


Viewing all articles
Browse latest Browse all 529356

Latest Images

Trending Articles