Quantcast
Channel: Revista Quem Acontece
Viewing all articles
Browse latest Browse all 549152

Lisandra Souto: “Quero reconstruir minha família”

0
0
Lisandra Souto (Foto: Fábio Cordeiro/Revista QUEM)

Em 2012, Lisandra Souto passou por dois turbilhões emocionais. Após quase duas décadas afastada da televisão, ela retomou a carreira, a convite de Glória Perez, como a ciumenta Amanda da novela "Salve Jorge". E, em junho passado, enfrentou o fim do casamento de 16 anos com o ex-jogador de vôlei e apresentador do "Esporte Espetacular" Tande. “Vivi uma alegria enorme e uma tristeza profunda”, diz. “Foi um ano complicado.”

Atriz promissora de sua geração, ela começou a atuar aos 8 anos e participou de novelas de sucesso, como "Meu Bem, Meu Mal", em 1990, até que, durante a trama de "Quatro por Quatro", em 1994, conheceu Tande. Ela abandonou a profissão, se casou, teve Yasmin, de 13 anos, e Yago, de 9, e não se lamenta de nada.

“Tenho dois filhos maravilhosos que são os tesouros da minha vida. Jamais vou me arrepender de qualquer coisa”, afirma. Aos 37 anos, Lisandra também não hesita ao negar que a volta ao trabalho tenha contribuído para o fim – ainda não formalizado – da união. Na casa em que mora, no Rio de Janeiro, as medalhas e os troféus que Tande conquistou ainda estão nas estantes, mas a atriz não fala em reconciliação. “O respeito, que é o mais importante, permanece”, diz ela.

QUEM: Você ficou quase 20 anos longe da televisão. Como foi a volta?
LISANDRA SOUTO:
A ficha caiu no primeiro dia de gravação. Vi que não era um sonho e comecei a chorar no carro, voltando para casa. Deus é muito bom para mim, porque em 2012 vivi uma alegria enorme e uma tristeza profunda. Me vi muito só. Foi um ano complicado.

Lisandra Souto (Foto: Fábio Cordeiro/Revista QUEM)

QUEM: Foi bem recebida?
LS:
Pensava que ia ser como primeiro dia de aula em escola nova, mas caí em um núcleo que é uma família. Nesta semana tinha um presente no meu escaninho. Abri e era um ralador com um cartão. Estava escrito “Esqueceu? É isso aí, amiga, tem que ralar, que você rale muito em 2013, beijos da amiga Natália (do Vale)”.

QUEM: Teve medo de não dar conta do recado?
LS:
Recomeçar é sempre mais difícil. Sonhava que não conseguia decorar o texto ou que dava branco. Era medo mesmo.

QUEM: Quando estava parada, o que sentia vendo suas colegas de geração crescendo na carreira?
LS:
Dava um aperto no coração. No começo, não via novela, era uma defesa. Quando bateu a vontade de voltar, passei a ver a das 6, 7, 9, 11. Pensava “podia estar fazendo esse personagem.”

QUEM: Você se arrepende de ter parado?
LS:
Tenho dois filhos maravilhosos, que são os tesouros da minha vida. Jamais vou me arrepender de qualquer coisa.

QUEM: A maternidade a completou por quanto tempo?
LS:
Até 2006, estava bem envolvida com ser mãe. Comecei a trabalhar com 8 anos. Com 21, quando casei, tinha feito coisas que uma criança não teria feito. Meu filho não tem responsabilidade, é só estudar. Eu tinha de cumprir meu horário, decorar texto.

QUEM: Você ajudava sua família?
LS:
Nunca ajudei. Meu pai é pediatra, não precisava. Meu dinheiro era para mim. Eu ia para as gravações com as cenas decoradas e brincava no tempo livre. Eu me lembro da Nívea Maria brincando de Barbie comigo.

QUEM: Sente-se mais realizada trabalhando?
LS:
Hoje, tenho o prazer de ter meus filhos me assistindo. As crianças viam o Tande jogando e era aquela admiração, o pai campeão. Eu não tinha passado por isso – e como é gostoso saber que seu filho, a pessoa mais importante da sua vida, está te admirando.

QUEM: É verdade que sua volta à televisão foi um dos fatores para o fim de seu casamento?
LS:
Não. Ninguém separa de uma hora para outra. Quando você tem uma família, luta para não terminar. Fiquei casada por 16 anos, não 16 dias. Jamais direi que não deu certo. Não poderia ter escolhido pai melhor para meus filhos.

Lisandra Souto (Foto: Fábio Cordeiro/Revista QUEM)

QUEM: Vocês procuraram ajuda?
LS:
Fizemos terapia de casal por uns três meses. Fomos uma família muito feliz e quero que Yasmin e Yago amem o pai e a mãe da mesma forma.

QUEM: Chegaram a legalizar a situação?
LS:
A gente não legalizou nada ainda. Mas, mesmo que venhamos a assinar (a separação), vai ser muito tranquilo porque será sempre pelo bem dos nossos filhos.

QUEM: Existe a possibilidade de vocês reatarem?
LS:
Posso dizer que foi uma decisão madura, bem pensada e que foi feito de tudo para se manter a família unida.

QUEM: Você ainda ama o Tande?
LS:
O respeito, que é o mais importante, permanece. Hoje, o sentimento de um em relação ao outro é um carinho muito grande.

QUEM: Tande deixou os troféus e medalhas na casa de vocês...
LS:
Ele está em um apartamento que não tem espaço para tudo. Tem perfume dele aqui, é muito civilizado.

QUEM: Seus filhos reagiram bem à separação?
LS:
Foi muito menos sofrido para eles. Depois que me separei, nunca mais dormi no meu quarto. Ontem, dormimos os três juntos, a gente tem feito muito isso.

QUEM: O que aprendeu com isso?
LS:
Estava criando os meus filhos para mim, embaixo da asa. É errado. Eles vão crescer, ter a vidinha deles. E aí, e a nossa? Talvez eu tenha aprendido mais com meus filhos do que ensinado. Eles me deram força para voltar ao trabalho, dormiam de conchinha comigo e me fizeram enxergar a vida (enxuga lágrimas dos olhos).

QUEM: Como é a vida de solteira?
LS:
Não sou de ir para a noite. Saio com amigas. Elas são casadas e eu vou de vela.

QUEM: Já tentaram te empurrar alguém?
LS:
Sempre tem. No dia que acontecer, vai ser naturalmente. A gente vai perdendo a prática, eu fiquei casada muito tempo. As amigas falam: “Você viu ele te olhando ali?”. E isso faz bem para o ego.

QUEM: Quer um novo amor?
LS:
Acredito no amor e não é porque me separei que vou deixar de acreditar. Quero reconstruir minha família.

QUEM: Sente falta de um companheiro?
LS:
Sem dúvida. Você sente falta dos mínimos detalhes da pessoa na casa, mas o tempo é o melhor remédio.

Veja mais (Foto: Revista QUEM)

QUEM: O que um homem precisa ter para conquistá-la?
LS:
Caráter, acima de tudo.

QUEM: O que é uma prova de amor?
LS:
É não só me amar, mas amar primeiro meus filhos.

QUEM: Teria mais filhos?
LS:
Não passa pela minha cabeça, mas a gente nunca pode dizer não.

QUEM: Chegou a fazer faculdade?
LS:
Fiz faculdade de moda e não terminei porque engravidei da Yasmin. Estudei inglês, espanhol, Tande abriu um restaurante e fui aprendendo. Há três anos, inaugurei uma clínica de estética e sou cobaia de tudo para minha idade (risos).

QUEM: A clínica dá independência financeira a você?
LS:
Tenho dois sócios, mas ajuda. O trabalho de atriz não tem segurança.

QUEM: "Salve Jorge" já rendeu outros convites?
LS:
Por enquanto, não. Não sei como vai ser minha vida depois da novela. Quero muito renovar meu contrato.

QUEM: Na trama, sua personagem está sendo traída. O que você faria?
LS:
Tem que ter muito sangue frio para, depois de tudo que ela (a personagem) ficou sabendo, continuar a dar beijinho, nó na gravata. Comigo não rola.

QUEM: Já teve que disputar o amor de alguém?
LS:
Não disputaria, colocaria um ponto final. Amor não é disputa, não é jogo

Lisandra Souto (Foto: Fábio Cordeiro/Revista QUEM)

 


Viewing all articles
Browse latest Browse all 549152

Latest Images

Trending Articles